o Polvo, Macarrão e Bruno

julho 10, 2010 às 5:27 am | Publicado em Bruno assassino, Copa 2010, Utilidade pública | Deixe um comentário

Voltei depois de uma temporada na África do Sul. Graças aos numerosos acessos ao nosso blog, consegui uma vaga na comissão técnica da seleção brasileira. Infelizmente, minha viagem foi repleta de atrasos e só me permitiu chegar ao país sul-africano no meio da tarde do dia 02 de junho. Assim, só pude contribuir motivando a seleção no intervalo do jogo da Holanda. O fim daquele dia todos conhecemos. No entanto, o importante é que meu trabalho foi reconhecido em uma conversa com Ricardo Teixeira, que disse que foi notório como eu alterei o humor da equipe.

Pois é, pode reconhecer: você esqueceu que há uma semana o Brasil foi eliminado da Copa do Mundo. A culpa, em parte, não é sua. Hoje, só existe um assunto em todas as mídias: o caso do goleiro Bruno do Flamengo. Não aguenta mais ouvir: “O que mata no time do Flamengo é o goleiro”. Ou então: “Bruno foi transferido para o time Bangu 3”. Como não dá para saber se Bruno realmente participou da morte de Eliza Samudio, as polícias civis de Minas Gerais e do Rio de Janeiro já contrataram o polvo médium Paul para desvendar o crime. O único suspeito já descartado pelas polícias para a análise de Paul é Macarrão, pois esse tipo de comida não faz parte da dieta do polvo.

Esse caso do goleiro Bruno é realmente motivo de piada porque é a única coisa que somos capazes de fazer. No momento, não me interessa saber se Bruno realmente matou ou participou deste episódio hediondo. Lógico que torço para que os culpados sejam punidos. Mas a afirmação de que só somos capazes de fazer chacota diante de todas as atrocidades vistas ultimamente é no intuito de apelar para que seja feita uma reflexão de nós todos como sociedade.

Bruno conheceu Eliza Samudio no que ele próprio diz ter sido “apenas” uma orgia quando era casado com Dayanne de Souza. Eliza, por sua vez, parecia adorar jogadores de futebol e era figura assídua nas festas patrocinadas pelos atletas. O histórico familiar de Eliza também é peculiar. É filha de um engenheiro acusado de estupro de uma menor. O bebê após a morte da mãeestava sob a guarda do avô mas agora está sob a tutela da mãe de Eliza, que não tinha contato frequente com a filha e só apareceu agora depois da explosão do desaparecimento da filha. Por favor, se for visto algum resquício de sanidade mental, me mostrem!

Certamente, o pensamento que nos passa que, apesar de tudo isso ser lamentável, trata-se de algo distante do cotidiano de uma pessoa normal. Aí que reside nosso engano. O tratamento desses fatos como uma coisa distante que fez culminar em um assassinato. Ou seja, foi necessária a morte de uma pessoa para iconizar a leviandade que temos deixado quase tudo acontecer.

O crescimento da proporção dos episódios foi permitida por todos. Ninguém fez nada quando Bruno e outros jogadores do Flamengo se envolveram em briga durante uma festa com prostitutas. Não houve muita reprovação quando Eliza Samudio apareceu pela primeira vez ligada ao goleiro, acusando-o de sequestro e agressão em Outubro do ano passado. Prefirimos deixar passar pois, afinal, o Flamengo concorria ao título brasileiro e isso é mais importante do que uma louca que aparece do nada falando essas coisas pequenas. Já neste ano, Bruno novamente se envolve em festas em favela e declarações polêmicas de apologia à agressão às mulheres. Novamente, o que importava era o Campeonato Carioca e nada foi feito.

Desconfia-se inclusive da participação do clube no encobrimento de todas essas evidências. O exame de urina que comprovava a existência de substâncias abortivas no sangue de Eliza demorou oito meses para ser concluído, saindo apenas na semana passada. Fazendo-se uma conta boba, oito meses atrás corresponde às últimas rodadas do Brasileiro e uma acusação deste tipo contra o então capitão do Flamengo poderia colocar o  título em risco.

É difícil descartar essa hipótese quando relembramos que o clube nada fez quando Vagner Love foi fotografado à vontade com traficantes, quando Adriano sai em foto com fuzis ou então quando este doa dinheiro e moto à traficantes e familiares. E pior, quando relembramos que um dirigente do Flamengo diz que, se Adriano fosse pego com drogas, iria esconder e abafar o caso.

Não é minha intenção criticar o Flamengo ou qualquer um dos seus jogadores, inclusive o Bruno. Não faço nenhuma acusação a nenhum dos jogadores, somente apresentei fatos protagonizados por eles sem fazer sequer juízo de valor. Temos que fazer crítica à apenas duas coisas. A primeira é a Polícia. Por que a demora em agir? Será que alguém vai precisar morrer para ter uma ação policial? Será que a imprensa vai ter que sufocar a polícia para vermos alguma atitude? Até quando ficaremos com uma polícia completamenteentregue à interesses particulares?

A segunda crítica é encaminhada a todos nós. Depois de tudo que se viu, o que faremos? Até quando aplaudiremos pessoas que apresentam valores assim? Confesso que os valores atuais da sociedade brasileira não são animadores. Jogadores continuarão a ganhar fortunas porque vendem artigos de seus patrocinadores. Simplesmente, ignoraremos se eles espancam mulheres, traem esposas, são ligados com tráfico ou matam e compraremos e torceremos como sempre.

Longe de ter admiração pela sociedade americana, lembro-me de Tiger Woods. Teve “apenas“ alguns casos fora do casamento e foi tratamento como um doente viciado em sexo. Teve que se internar e sua carreira foi manchada, com redução de patrocínio pois os americanos pararam de comprar produtos vinculados a imagem do jogador de golfe. AT&T, Gillete, Acceture, Gatorade e Tag Heuer simplesmente romperam contrato com ele, somando mais de US$ 100 milhões de prejuízo. Agora, é cobiçado para patrocinar uma importante marca de preservativos e uma rede de sex shop.

Você se chocou por Bruno participar de orgias estando casado? Você acha que ele é doente por isso?

Coincidentemente, acabei de ver na televisão Ronaldo, que traía e teve um imbróglio com um travesti fazendo propaganda da Claro.

Ah é! A Final da Copa! Paul já previu. Espanha será campeã. Inclusive a FIFA já pensa em usar o simpático polvo para definir os resultados da Copa 2014, sem necessidade de realizar de jogos em novos estádios. Pelo menos acabaríamos com uma certeza: não sei o Brasil vai faturar a Copa de 2014 mas certamente vai superfaturar.

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.